Disfunção erétil persistente ou intermitente

A disfunção erétil persistente ou intermitente é freqüentemente um sinal precoce de diabetes e deve ser uma indicação se ainda não se sabe que ela é procurada. Vasculopatias, distúrbios neurobiológicos graves e outros distúrbios metabólicos também podem causar disfunção erétil; Naturalmente, essas doenças devem ser tratadas causalmente. Em primeiro lugar, diabetes mellitus, que tanto pode levar à calcificação de artérias que suprem o sangue e danos aos nervos do pênis.

Particular atenção deve ser dada à atitude mental ou à prontidão de ambos os parceiros e ao “aproximar-se uns aos outros”.

Além disso, alguns medicamentos podem disfunção erétil causa (libido e ereção respeito): antidepressivos, pílulas para dormir e tranqüilizantes, neurolépticos, cortisona, gota, drogas Parkinson, significa pressão arterial elevada (fale com o seu médico sobre isso, existem medicamentos que param este problema nas costas), controladores de água Digitálicos, citostáticos e drogas (por exemplo, álcool, cocaína, heroína, morfina etc.). A nicotina é um fator de risco: 75% dos homens impotentes precisam de mais de 25 cigarros por dia.

Encontrar a causa pode ser difícil e inclui não apenas exames laboratoriais, mas também o exame da condução nervosa e da atividade muscular do tecido erétil e um exame ultrassonográfico dos vasos penianos. Acima de tudo, o ambiente psicossocial também deve ser examinado, porque muitas vezes são apenas comportamentos cooperativos perturbadores ou observações mentalmente prejudiciais que podem ser facilmente eliminadas com prontidão apropriada.

Dependendo das descobertas, existem as seguintes opções de tratamento:

Eliminação de distúrbios orgânicos e mentais (doenças).

As causas da impotência podem ser encontradas tanto na parte física (física) quanto mental (mental). Muitas vezes, ambas as razões são interdependentes. Imagine que o amigo de seu conhecimento seria incapaz de conceber. Quanto tempo, você acha, demora até que as primeiras dúvidas de si mesmo o atormentem e ele controle um colapso mental para sua desordem física? Lembre-se do Transtorno Sexual Número 2: Deficiência de Orgasmo. Se ela realmente for puramente física, os problemas mentais não passarão despercebidos por muito tempo. Sexo no sentido biológico nada mais é do que uma atividade suada para aumentar seu próprio patrimônio genético e assegurar o tipo de Homo sapiens sapiens.

Como, como todos os outros seres vivos, temos que trabalhar com a energia com que somos consumidos, nos esforçamos para não fazer nada sem recompensas. O orgasmo aka clímax é a recompensa pelo esforço físico do sexo. Se ficarmos de fora, nossos instintos dirão em breve: “Então, deixe-o permanecer o mesmo …” A disfunção erétil, por outro lado, é principalmente de natureza física. É, na maioria dos casos, nada mais que um distúrbio metabólico que também pode ocorrer ao longo da sua idade, como a deficiência de melanina, que faz com que o cabelo fique cinzento.